domingo, 21 de abril de 2013

Comparativo entre crossbows comuns e calibres de armas de fogo.

É muito comum tentar traçar um comparativo entre armas de fogo e "flechas". Muita gente procura formas de tentar, de alguma forma classificar armas que disparam flechas com armas que disparam chumbo, seguindo este pensamento, eu que também já pensei nisso decidi escrever esta matéria para o blog. Óbvio, e que fique claro, esta é minha opinião, já que todas as publicações que lí até hoje tem o ponto de vista do escritor, decidi também expor meu critério.





Perfil da BALA.

E eu escrevi bala em maiúsculas porque este é de longe o nome mais popular e eu realmente (quase) desprezo os frescos que ficam corrigindo quem usa o termo.
Toda empresa de munições no planeta estuda e investe pesado na tecnologia dos projéteis. Não vou escrever sobre designs ideais para precisão, porque o leitor esta afim de saber sobre estrago. Uma mesma arma pode disparar projeteis mais ou menos letais de acordo com a escolha do atirador, mais ou menos pólvora, se o projétil é oco, chanfrado, redondo, tudo isso interfere no dano. Quando o projétil atinge o alvo ele se deforma e transfere a energia cinética para o alvo. Esta deformação, num resumão simples, mais a energia ( peso e velocidade) é que vão fazer o dano, logo um .22 lr em um revolver vai ter um desempenho menor que um 357 na hora de neutralizar o alvo. Um desempenho menor não significa que o pequeno 22 seja desprezível, ele mata, o 357 só faz o serviço com mais eficiência. A pouco tempo, me deparei com uma tabela, que seguindo seus próprios critérios, classifica o percentual de poder de parada dos calibres por tiro, eis :
.22 Long Rifle Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
CPO   32      395        34%
CPO   38      612        30%

CPO   37      567        29%

CPO   36      879        27%
.25 ACP Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO   45      119        25%
EO    50      2406       23%

EO    50      1977       22%

EO    50      1864       22%
.32 ACP Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO   60      83         63%
EO    71      123        50%
.380 ACP Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO   90      58         69%
EPO   90      109        69%

EPO   85      82         61%

EPO   88      57         58%

EPO   90      26         54%

EO    95      109        51%
.38 Special Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
CPO   158     302        78%
CPO   158     209        77%

EPO   125     214        73%

SEPO  125     106        73%

EPO   110     35         71%

EPO   125     74         70%

CPO   158     143        70%

SEPO  95      119        66%

EPO   125     65         65%

SCV   158     278        52%
9mm Parabellum Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO  115     109        90%
EPO  115     98         90%

EPO  115     57         89%

CPO  124     239        84%

EPO  115     304        83%

EPO  115     208        82%

EPO  115     167        81%

EPO  124     106        81%

EPO  115     135        79%

EPO  147     278        78%

EPO  147     27         78%

EPO  147     26         77%

EPO  147     25         76%

EPO  147     232        74%

EPO  90      25         64%

EO   115     256        63%
.357 Magnum Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO   125     204        96%
EPO   125     523        96%

EPO   125     153        93%

EPO   110     204        90%

SEPO  110     53         89%

EPO   125     105        87%

EPO   145     84         85%

EPO   125     23         83%

SEPO  158     38         82%

CPO   158     42         81%

EPO   140     23         74%

SCV   158     98         72%

EPO   125                71%

SCV   158                71%

EPO   158                70%

SCV   158     71         68%
.40 S&W  Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO  155     34         94%
EPO  155     14         93%

EPO  155     22         91%

EPO  180     38         89%

EPO  155                86%

EPO  180     46         85%

EPO  180     18         83%

EPO  180     21         81%

EPO  180     35         80%

EO   180     17         71%
.44 Magnum  Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO   210     50         90%
EPO   180     37         89%

SEPO  240     34         88%

EPO   240     43         84%

SCV   240                82%

EPO   240     35         80%

SCV   240     55         76%
.45 ACP Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO  230     71         94%
EPO  185     44         91%

EPO  200     111        88%

EPO  185     75         87%

EPO  185     73         82%

EPO  185     114        81%

EPO  230     36         81%

EO   230     122        65%

EO   230     168        63%

EO   230     179        63%
.223 Remington (5,56 x 45 mm) Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO   60      11        100%
EPO   69      12        100%

EPO   40      125        99%

EO    55      161        96%

EPO   55      90         95%

EO    55      37         95%

EPO   62      32         94%

EO    55      82         93%
.308 Winchester (7.62 x 51 mm) Tipo  Grains  Tiros  Eficiência
EPO  168     19        100%
EPO  168     199        99%

EPO  168     73         99%

EPO  168     306        98%

EPO  168     34         97%
Fonte

Eu bem sei que nem todos os atiradores e especialistas concordam com estes números, e também sei que uma montanha de fatores interferem nestas métricas, mas como nosso texto fala de flechas, publiquei a tabela para fundamentar minha teoria.


Flechas.

Existem bem menos modelos de balestras e crossbows á venda do que arcos, e geralmente são muito bem documentadas em seus números, como velocidades, pesos de flechas, energia etc, o motivo é a caça. Em países onde a caça é liberada, ela também é normatizada. um caçador não pode simplesmente pegar uma crossbow qualquer e ir caçar um cervo ou urso. O abate tem de ser limpo, sem sofrimento para o animal, em alguns locais, até os peixes devem ser mortos assim que saem da agua, por lei, para não sofrerem e o pescador está sujeito a pesadas multas e punições se não cumprir as regras.


Caçadores americanos também se utilizam de tabelas de eficiência, e acreditem crossbows podem ter, assim como as munições de armas de fogo, uma infinidade de variantes, e exatamente como fiz acima com as balas, vou fazer com as flechas/armas. Por esta tabela ser anormalmente gigante, vou centralizar o exemplo nas balestras de 150 libras, objeto de meu ultimo video. Também, por ser normatizado, a tabela a seguir é exatamente a usada pela lei americana para definir a ferramenta apropriada para cada tipo de caça e sua autorização de uso nas temporadas de caça:( usei google tradutor):

Crossbow 150 £ tirar peso para a caça. (Exemplos reais)
  • Recurvo besta, 150 £ peso empate, 11 "Powerstroke, 400 seta grão = 205 fps de velocidade = 37 ft.lbs. Energia flecha, bom para caçar animais de tamanho até veados.
  • Recurvo besta, 150 £ peso empate, 12.5 "powerstroke, 400 seta grão = 235 fps de velocidade = 49 ft.lbs. Energia flecha, bom para a caça até de curto alcance urso preto e alces.
  • Arco composto, £ 150 peso empate, 9.5 "powerstroke, 400 seta grão = 252 fps de velocidade = 56 ft.lbs energia. Flecha, bom para caçar até urso preto, alces e javalis.
  • Arco composto, £ 150 peso empate, 13 "Powerstroke, 400 seta grão = 302 fps de velocidade = 81 ft.lbs. Energia flecha, bom para a caça até Búfalo e ursos pardos.

 Note que a tabela é um indicativo, em momento nenhum é dito que uma besta recurva de 150# não tem capacidade de abater um Bufalo, com uma flecha de 11 polegadas e 205 fps, pelo comportamento da flecha é bem possivel que consiga, porém, o bicho vai sofrer horrores antes de morrer.

O DANO DAS FLECHAS E DAS BALAS

Quando um projetil de arma de fogo atinge o alvo, ele entra e se deforma no caminho, a energia cria "ondas de destruição" em tecidos ossos e etc, inclusive em materiais, como madeira, lata de carro etc..., Em um ser vivo, composto de tecidos e agua, este poder é medido como stopping power como vimos acima, porém, um animal com uma camada grossa de couro, pelo, banha e ossos pode simplesmente neutralizar este efeito, bichos como búfalos, elefantes, girafas, rinocerontes, ursos pardos tem uma camada tão grossa que fazem os projéteis comuns pararem antes de atingir um ponto vital, neste caso, pela natureza do projetil e seu tamanho, a pele se fechará atrás dele., dando alguma chance de recuperação ao bicho. Com as flechas isso não acontece tão facilmente.

Desde os primórdios da humanidade os usuários de flechas se esforçam para criar verdadeiras ogivas mortais para suas hastes, em cada canto do planeta, pra cada tipo de bicho os povos adaptaram o design para maior eficácia do abate. em tempos modernos, com tecnologia, estas ponteiras também evoluiram, e por sí só geram outras tabelas enormes de eficiência, o que tornam os comparativos ainda mais complicados. Mas a regra geral, é que as flechas entram cortando.


Exatamente como facas arremessadas em altíssima velocidade. Estas "FACAS" também sofrem os efeitos de peles e couros em sua eficácia no abate limpo, o grande problema é a haste da flecha.
Uma flecha que não penetre fundo o suficiente para atingir um orgão vital, impede o fechamento da ferida por conta da haste. A grosso modo, enquanto o efeito do tiro de arma de fogo termina logo após o disparo (efeitos físicos e não colaterais) a flecha continua cortando e provocando danos até ser retirada, um simples movimento muscular provoca mais e mais cortes internos, e até o ato de cair no chão potencializa o estrago, além disso, a haste da flecha impede que o sangramento cesse e este é o fator mais letal. Um tiro de arma de fogo na perna, na coxa por exemplo, ainda permite que o alvo ande ou se arraste e dá alguma chance de socorro local para estancar o sangramento,  já uma flechada com "ponteira de corte", a mais comum e ordinária, vai gerar danos contínuos até ser removida, o formato de anzol impede a retirada local e o empalamento da haste causará uma hemorragia incontida. A ferida geralmente helicoidal, causada pelo giro da flecha, impede qualquer tipo de sutura rápida, exigindo um procedimento cirúrgico complexo e muito especializado.


Como ursos marrons não correm para o hospital quando são alvejados por flechas, sua iniciativa é morder e tentar tirar a haste empalada, e neste ponto a tecnologia atual foi cruel. O uso da fibra de carbono em hastes de flecha, além de conferir mais leveza e velocidade, abusa da resistência do material, comparado ao aço, especialistas que estudaram os efeitos de abate não "limpo" verificaram que mesmo no frenesi causado pela dor inicial, a quase totalidade dos animais não faz uma segunda tentativa de puxar a haste, preferindo se deitar para minimizar a dor e o efeito dos cortes. Morrem de hemorragia.
Esta haste mortal, também é um fator de desvantagem em alguns cenários, embora tenha poder de perfurar uma porta de carro, o atrito da haste vai impedir que ela adentre o veículo, o mesmo vale para portas de madeira, o projétil da arma de fogo, após passar a barreira está livre para seguir, já a flecha estanca por abrasão, este é o motivo para usarmos alvos de borracha, EVA, etc nos treinos, após ser rasgado pela ponteira o material se retrai voltando a sua forma original e esta energia desacelera a flecha por atrito na haste.
Esta relação de atrito já assustou muitos caçadores gringos. Os alvos vendidos e oficiais são construidos para reter as flechas, os materiais se fecham rapidamente. O atirador supõe que a flecha de sua balestra vai entrar 12 cm no animal, como acontece no alvo, mas carne e sangue não são borrachas de alta compressão, e é muito engraçado ver a reação do caçador quando a flecha simplesmente atravessa o animal e crava no chão atrás dele como se fosse um alvo de papel.


Agora que já expliquei o dano das flechas, creio que um cidadão com um pingo de inteligência vai entender que fazer uma analogia de força de balestras, sem critérios numerológicos não é difícil, quanto de força você precisa para cravar um punhal super afiado num pedaço de carne? Pois é, potencializa a força, aplique distancias e você terá ideia do que uma balestra faz.

Com base no que eu acredito ser um padrão comparativo entre calibres de armas de fogo e potencias/tipos de bestas, usando como base racional as tabelas acima, vou dar o meu pitaco associando UM tiro de besta X ( mais comuns no nosso mercado) com UM tiro de calibre de arma de fogo. Meu critério é simples, leva em conta o dano e a probabilidade (% porcentagem) de derrubar um humano com um único tiro exatamente como na tabela de armas de fogo acima.

Crossbow :



Pistol crossbow 50 lbs ................  corresponde a uma Urko III 4,5. ( airgun fraca)

Pistol crossbow 80 lbs.................. Corresponde a uma CBC F22 original 5,5 ( Airgun de força mediana)
80 Lbs com pontas de caça ........... Corresponde a um tiro de .22 short, por uma beretinha de 1 pol.de cano
 

Crossbow 120 libras ..................... Esta pouco acima de um 22 Lr, talvez um .32 comum.


Crossbow 150 libras, recurvo comum, 11 de powerstroke ( puxada) é um .38 spl simples.


Crossbow 150, recurvo com 12,5 ( esta é a mais comum no mercado nacional) é similar a um .38 spl ponta oca P++.



A Jaguar 175, também bem comum e a kantas 180, tem seus disparos e eficiência proporcionais, com ponteiras de corte, proporcionais ao calibre 9mm parabellum encamisado com ponta oca.


Apartir deste ponto, a coisa fica bem séria, algumas crossbow, como as excalibur, Parker,  Barnett, PSE Tac 15 etc são desenhadas para fazer o serviço de poderosos rifles de caça. Para se ter idéia, como regra o calibre mínimo para caça em muitos países da africa é o  9,53 milímetros (.375 in).


Estas bestas absurdamente potentes fazem o trabalho de munições potentes como o 338 Lapua Magnum, .465, .470 nitro ou as 500 express.

Embora eu já tenha atirado com algumas destas super maquinas de lançar flechas seria uma tarefa hercúlea classificar todas, sugiro pesquisa, o YouTube e fóruns tem diversos vídeos e materiais comparativos, são elefantes e hipopótamos imensos tombando com uma única flechada, comparei somente as balestras que são mais comuns em lojas do país, e uma delas mostro neste vídeo:


Espero que tenham achado interessante a postagem e que os comentários venham acrescentar mais conhecimento ou corrigir eventuais falhas e erros. A ideia nunca foi colocar crossbows CONTRA armas de fogo, e realmente espero que ninguém siga por este caminho, já que são ferramentas com comportamento, alcance e capacidade de tiro totalmente diferentes.

Abraços a todos!
Sempre alerta e preparados!

PS.: ESTE BLOG NÃO ESTIMULA CAÇA OU QUAISQUER TIPOS DE VIOLÊNCIA, TODOS OS ESTUDOS SÃO VOLTADOS PARA SITUAÇÕES DE SOBREVIVÊNCIA OU EXTREMA NECESSIDADE, ONDE A VIDA HUMANA ESTÁ EM RISCO.


Translate

Publicidade