sexta-feira, 11 de outubro de 2013

10 habilidades que todo sobrevivencialista deveria saber.

A lista  foi publicada inicialmente no maior site sobre o tema da atualidade, você pode acessar aqui mas achei muito interessante e resolvi fazer uma adaptação para os brasileiros com meu ponto de vista.



A postagem americana, vem com pontos tipicamente...americanos!  A ênfase em armas de assalto e habilidades em combate é incrível, a impressão que dá as vezes é que é um grupo preparado para uma guerra. Mas já escrevi sobre o que acho serem diferenças gritantes entre nosso Brasil e os EUA em termos de preparação, vivemos em casas de pedra eles em casas de madeira ou compensados, temos muros eles não, eles tem furacões já nós graças a Deus temos um ou outro tornado maluco bem ocasional. Acho que o ponto mais critico é o fato deles terem inimigos planejando a cada dia uma forma nova de lhes tirar o couro, este é o preço de se levar a guerra pro quintal do vizinho, vive-se com medo que ela um dia chegue ao seu quintal. Outro ponto critico é que a política americana é mais séria, aqui temos ladrões condenados no governo na maior cara de pau, lá traçar uma estagiaria quase depõe um presidente.

A lista não está por ordem de importância, e também não é A LISTA definitiva, mas é um bom parâmetro pra quem está buscando se preparar com ênfase em disciplinas distintas, uma dica, numere suas habilidades em cada tema e de a si mesmo uma nota de 0 a 10 pra cada tópico, assim fica fácil saber onde procurar informações adicionais para seu treinamento.

1- Uso de ferramentas comuns.
A clássica caixa de ferramentas doméstica, usada para reparos diversos, dominar seu uso pode ser extremamente útil em uma hora de crise. Parece simples e óbvio, mas não é. Num cenário de crise você não vai conseguir aquele prestador de serviços especializado para consertar canos, fiação e instalar um ou outro equipamento simples. Você também não vai querer um estranho montando móveis e fazendo reparos em seu abrigo secreto, saber usar ferramentas específicas reduz o numero de acidentes e de desperdício de materiais. Usuários mais experientes montarão uma oficina com mais recursos, morsa, esmeril, lixadeiras, furadeiras e até maquinas de solda, o que permite voos mais amplos como a criação de peças e ferramentas específicas. O Brasil possui centenas de cursos e escolas de formação, bem como consultores e livros, basta garimpar informação e praticar.

2- Campismo e bushcraft
 Um dia meu velho chefe me disse, "vou lhe ensinar com o tempo, mas no momento quero que você aprenda o que NÃO DEVE FAZER", parece maluco né, mas não é. Você não pode esquecer nunca uma forma de acender fogo... Não coma frutas cabeludas, amargas ou leitosas... não beba agua sem purificar ... não fique sem abrigo no tempo extremo. Qual dos 6.897 métodos de fazer fogo que você vai adotar é problema seu, desde que funcione...que equipamento vai usar pra cada tarefa também, o que não pode é ter um cenário tão amplo quanto o verde negligenciado. A habilidade de montar um acampamento básico e se virar um tempo com recursos escassos é um ótimo treinamento em todos os sentidos, físicos e mentais, com a prática você garante ajustes pessoais e em equipamentos e acaba tendo uma vivencia valiosa caso venha a ser tirado de seu ambiente comum. Boas escolas e cursos estão atualmente acessíveis e o mercado de publicações cresce bem como material online para auto didatas tornando a vida dos iniciantes muito mais facil.


3- "Domine um animal"
É simples, escolha um animal e domine toda informação possível sobre ele, raça, criação, produção, abate, uso de peles e dejetos, etc. A melhor forma de se fazer isso é com uma pequena criação doméstica. Galinhas e coelhos por exemplo, são fáceis de criar, fazem pouco barulho, precisam de pouco espaço. Conhecer todo o clico de criação ao consumo de um animal é uma vantagem incrível para quem pensa em ser auto sustentável.


4- Horticultura
 Plante, é com a mão suja de terra que você entenderá como isso funciona, como cada planta se comporta e o que pode estar sendo feito de forma certa ou errada. Você estará preparado para manter uma produção de subsistência em uma situação onde frutas, legumes e verduras sumam dos mercados, mas a grande vantagem mesmo está no consumo  diário destes gêneros e a garantia que estão frescos, livres de agrotóxicos, agua contaminada ou qualquer outro meio obscuro de vantagens financeiras. No mais você economizará uma grana no mercado. Jovens atenção, negociem com seus pais aquele equipamento caro, você planta e abastece a casa de verduras e seus pais bancam a tralha que você precisa com a economia, isso é só uma idéia!

5- Primeiros socorros
 Atendimento pré hospitalar, ou qualquer outro nome que o valha, quanto mais souber melhor e mais lacunas irá poder cobrir. Faça cursos, leia, estude! Uma vida muito importante pra você pode depender desta habilidade.

6- Culinária
 Não é só abrir a lata, jogar o miojo na agua quente ou aquecer uma ração pré cozida. Numa situação de crise qualquer tipo de comida pode cair nas suas mãos e talvez vc tenha de lidar com isso. Aprimorar suas habilidades de cozinha vai evitar que você piore ainda mais as coisas tendo que comer feijão queimado, carne dura ou um refogado emborrachado. Nada afeta mais o moral de um sobrevivente que uma alimentação ruim. Não se prenda só ao fogão, experimente formas alternativas de cozinhar, fogueira, carvão, fogareiros... quanto mais souber melhor.


7- Uso de armas
 O Brasileiro sofre sérias restrições ao porte e posse de armas de fogo, mas não é impossível chegar ao limite das permissões e possuir uma boa arma, só é muito caro. É muito importante conhecer todos os aspectos da arma escolhida, desde manutenção básica até a prática em sí e porque não customização e recarga? Veja, para se proteger você precisará reagir de alguma forma e a lei ampara a legitima defesa, se armas de fogo forem impossíveis, estude outros meios, como arcos, crossbows e as clássicas armas "brancas" de defesa pessoal como facas, machados e lanças. Treine, consulte especialistas e aprimore suas habilidades, lembre-se que os malucos e bandidos fazem isso todos os dias.


8- Pesca
 Neste ponto concordo com a postagem gringa, é uma habilidade crucial. Quando a merda bater no ventilador não vai dar pra sentar na beira do rio e esperar horas por uma boa fisgada, tem de ser jogo rápido, pegar a maior quantidade possível e sair, o objetivo é prover alimento e não praticar esporte ou relaxar. É nesta hora que se lança mãos de armadilhas, redes e outros métodos mais radicais.

9- Cutelaria
 Ter uma boa faca e saber mantê-la boa. Afiação, manuseio correto, limpeza ... e porque não a produção de algumas lâminas? Note que cutelaria abrange muitas coisas, inclusive facões, espadas, lanças, machadinhas e pontas de flecha, ter alguma noção de materiais e ferramentas para usinar o aço dá uma autonomia incrível ao preparador. Lembre-se armas medievais eram produzidas em uma época onde eletricidade não existia e se eles faziam naquela época, você também consegue fazer hoje em dia.


10- Habilidades com madeira.
 Este é um ótimo ponto de estudo, em meios urbanos você cria móveis, escoras, barreiras, peças, gaiolas, estruturas. No meio natural é bem mais que lenha, ao ar livre você constrói  abrigos, utensílios, camas do mato, cabanas, ferramentas, armas. Certamente a madeira é o material mais comum no Brasil, mais barato e que oferece mais opções de criação e usos. Saber lidar com Bambu ( 1001 utilidades) entra aqui. Saber onde se usa prego ou parafuso, onde pode ou não usar uma amarra ou escora, dominar o emprego da madeira eleva o jogo para um nível mais alto e é uma habilidade com inúmeras aplicações em cenários de crise ou não.


Agora, convido meus amigos e leitores a apresentar seu próprio ponto de vista sobre isso e se quiserem sua pontuação em cada pericia, e mais, qual habilidade que não está listada você acha importante para um preparador/sobrevivencialista? Não se acanhe, escreva nos comentários, assim vc ajuda outros que estarão pesquisando no futuro.

Abraços.

Translate

Publicidade