quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Como iniciar na arqueria. (Postagem rebelde)


Você assiste vídeos no YouTube e acha muito legal ver as flechas dando aquelas  puta bicadas de aço no alvo e sonha com a experiência, mas, quando resolve pesquisar quase infarta com o preço ou as criticas a equipamentos mais viáveis, parte para o artesanal e percebe que é uma enorme trabalheira produzir um arco ou crossbow funcional, e pior ainda, sem testar um produto industrial de desempenho conhecido, nunca saberá se a sua criação é boa ou não. Meu amigo, esta postagem é pra você.



Você vai perguntar na net sobre arcos de iniciante, "para conhecer o esporte", e um ético pelotão vai responder, "Não compre porcaria", "Menos de 3000 você não acha arco bom", "Procure uma arqueria em sua cidade" essa ao meu ver é a melhor, talvez existam algumas nas capitais, mais raras ainda escolas de arco fora dos grandes centros, e você teria de viajar só pra segurar um arco... muitas vezes, o preço da viajem é o custo de um arco execrado pelos especialistas.

Vou contar algo a vocês, e isso falo por experiência de mais de 25 anos atirando, a grande maioria dos caras simplesmente não precisam do alto desempenho de seus equipamentos caríssimos, por serem arqueiros medíocres que nunca entenderão o pleno potencial do que tem nas mãos, compram para parecerem os Fodões, exatamente como acontece com facas, carros, telefones... só um numero reduzido de praticantes sente a mínima diferença entre um rest e outro, ou aquelas 3 grains a mais em suas flechas.

Hahh que conste, eu sou um arqueiro medíocre, tenho um desempenho melhor que os iniciantes por pura prática, experiência e treino, não por talento. Sim , talento conta muito, veja o Rubinho Barrichelo, ele pilota bem, mas não tem talento, nunca emplaca 100%, pode ter o melhor carro, melhor motor, melhores mecânicos, ele não está no nível destes recursos como estaria um Senna, Schumacher. Eu não acerto uma polegada a 30 m, mas acerto 4 polegadas a 30 metros, trocando em miúdos, eu acerto na cabeça a maioria das vezes que miro no olho, tá bão pra caramba pra mim.

Vamos aos fatos, quanto melhor, mais caro. Aquela sua pergunta, " Me indica um arco bom e barato" é quase uma piada por tantas variantes. Você será um iniciante com um arco Velox ou com um Oneida Monster, com 500 mangos vc compra todo o conjunto na Velox, arco, flechas, protetores, e os mesmos 500 mangos você paga só nas flechas do Oneida, se o seu questionamento sobre "BOM" é esse, meio comparativo, acho que tá respondida sua pergunta.


INICIANDO

Além de "procurar uma arqueria", você pode também procurar arqueiros! Sim, geralmente o bando se reúne em fóruns, grupos de discussão etc, vai lá, bate um papo, faça amizade, são tão poucos arqueiros que o pessoal se ajuda muito, ainda mais em lugares onde estão isolados, assim fica fácil vc conhecer a arqueria sem meter a mão no bolso. Acredite em mim, ví muitos caras se dizendo apaixonados por flechas, que na primeira experiência saíram frustradíssimos, não obstante, muitos que torceram o nariz abraçaram a causa de corpo e alma. A outra opção é você comprar um equipamento. Certo, eu entendo você, sei o que busca quando faz a pergunta, o que você deveria dizer é, com qual equipamento barato eu posso vivenciar a experiência de atirar com arco? Aqui a coisa fica boa.

Se você curte sobrevivência, bushcraft e temas relacionados, vai encontrar 2 tipos de arqueiros, os que pensam em caça, proteção e diversão e os que pensam em caça, proteção e diversão a níveis hardcore, os primeiros usam arcos recurvos, longbows, flatbows, tradicionais, os hardcore usarão arcos compostos, grandes libragens, muita velocidade e uma capacidade de estrago absurdos, nesta categoria estão os arcos de caça, os compostos, híbridos e até, porque não Warbows acima de 100 libras.



QUAL É O SEU TIPO?

Vamos lá, arcos são armas primitivas, uma vara reta flexível que trabalha como uma mola, concentrando sua força através de um ponto na corda para uma outra vara com uma ponta afiada que usa umas penas pra ir reta quando a pressão da puxada humana é liberada. Reta como uma flecha.


Compostos, são os mais violentos e com mais traquitanas tecnológicas, são os arcos de "roldanas", e entende-los é muito simples, quando algo é muito pesado vc monta umas roldanas e alivia o peso. Logo um arco comum, recurvo de 60 libras não dispõe de alívio nenhum, um composto de 60 libras deixa bem claro que, 60 é o peso da puxada de algo que já está sendo aliviado, capisce, a sua força em puxar as 60 libras está na verdade movimentando até 60% a mais que isso. Partindo deste ponto, deu pra sacar que a flechada de um bicho destes é MUITO mais violenta se comparada a um recurvo de mesma libragem.

Mas um arco recurvo de 60 libras ainda é mais forte que um arco composto de... 20, pelo simples fato de se usar menos carga, mesmo aliviado. Violento, mas tem desvantagens, não pode ser desmontado e no mato brasileiro isso é ruim, outra, a manutenção é complicada e geralmente tem muitas pecinhas melindrosas, quebrar a corda sem uma prensa por perto, pra sequer fazer uma gambiarra e consertar é IMPENSÁVEL.


Os recurvos eu vou dividir em duas partes, os desmontáveis e os inteiriços. São respectivamente os tradicionais e os take down. Eu estou resumindo isso. A diferença entre eles é só essa, o fato de desmontar. Neste meio você vai encontrar os arcos clássicos, longbows, recurvos tradicionais, horse bows e outros modelos históricos e até os arcos de competição. Dá pra escolher a quantidade de tecnologias e modernidades. Os arcos de competição geralmente são hi tec, com miras, rests, contra pesos, os tradicionais são bem mais simples, embora, existam torneios e competições também para eles.
Você acha modelos feitos exclusivamente de madeira, mas 99% do mercado mescla materiais como fibra de vidro, fibra de carbono e muito mais, então não se assuste se encontrar um longbow todo de material sintético, ou aquele lindo arco mongol.

Isso é obvio, na idade média os arcos tinham vida curta, como todos arcos de madeira, eram encordoados, faziam seu trabalho e logo em seguida eram desmontados, para a madeira não cansar. Por que diabos uma empresa te venderia um arco que você tenha de "maneirar" no treino pra manter o desempenho da arma? Não rola, então, eles pegam laminas de madeira e encapam os sintéticos, você fica feliz com um arco clássico nas mãos e eles ficam felizes de não terem de trocar seu arco a cada 3 meses porque a madeira cedeu.
Antigamente haviam muitas lendas sobre tipos de arcos: "O longbow faz mais estrago", "O horsebow é mais veloz", " Arcos mongóis são perfeitos"... hoje isso acabou, você escolhe um arco puramente por estilo e qualidade, já que um longbow de fibra de carbono atua literalmente igual a um "deflexo" de fibra de vidro. Como eu disse antes, arcos mais caros tem mais recursos, como maior precisão, mais força, menos peso, mais acessórios.

A menor potencia de arcos recurvos é uma desvantagem, porém, só se comparada a extrema potencia dos compostos atuais, no fim das contas, arcos acabaram por evoluir mais que os animais, o coelho que morria com uma flechada de arco medieval, continua morrendo da mesma forma hoje em dia. Mas a maior vantagem dos recurvos para sobrevivencialistas é sua flexibilidade, eles disparam quase qualquer coisa que você produza, e são, no fim das contas, uma vara bonita pra caramba com uma corda, algo extremamente simples de se consertar.

Resumindo a coisa toda, você iniciante começa escolhendo seu arco pelo modelo que gostaria de ter, a partir deste ponto, busca preço/qualidade. Você vai encontrar todos os tipos de arco dos mais baratos aos mais absurdamente caros. Não se deixe levar por potencias mirabolantes na tomada de decisão, um arco de 35 a 45 libras é capaz de derrubar todos os animais que transitam em solo brasileiro, os de 2 pernas e os de 4 pernas. A grande maioria dos iniciantes que compram aquele magnífico longbow de 60 libras, abandona a arqueria depois da primeira sessão de tiros, o motivo é o desconforto.

Meu amigo não se acanhe, se você não tem um amigo arqueiro, não tem um clube de tiro acessível e tá maluco de vontade de experimentar a arqueria, compre um arco bem barato, flechas de fibra de vidro inquebráveis ( Sim, vc vai errar o alvo e destruir aquela flecha de 60 reais a unidade) e seja feliz, se não gostar, não terá grandes prejuízos e vai ser bem fácil vender o conjunto barato, se gostar, aí sim você parte para passos e equipamentos melhores.


Issae!!! Não quero indicar arcos para iniciantes, mas sim ajuda-los a moldar critérios de escolha. E você, o que pensa sobre o arco e flecha, acha viável no processo de sobrevivência?


Abraços e boas bicadas.




Translate

Publicidade