quinta-feira, 19 de julho de 2012

O perigo REAL, o imaginado e o desejado.

Falar de sobrevivencialismo é foda meus 7 amigos leitores (antes eramos 4! hahaha).

Quem sou eu de fato para julgar a fé, o medo ou as ilusões das pessoas? Acontece que eu mesmo tenho meus temores e minha escala de medo e apreenções.

Recebo uma pancada de emails por dia, alguns com assuntos sérios, outros com encanações fantasiosas como ZUMBIS ou cenários apocalipticos e/ou fatalistas ao extremo.
Tem gente que acha que sou alguma espécie de profeta pelo teor das mensssagens, outros já iniciam a comunicação com elementos que remetem a organizações ou seitas, ou grupos dos quais eu não faço parte e que de fato, eu não entendo porra nenhuma de nada.



Caras, eu mal vou a missa aos domingos, muitas vezes peco pela preguiça e durmo sob a pena de ir pro inferno sem escalas Ok, Também não sou seguidor de um gringo qualquer, não recebo comunicação secreta dos illuminattis, não sou maçon, rosa cruz, templário, protestante, muçulmano, não conheço ninguém na NASA ou em qualquer agência governamental secreta ou conhecida.



A violencia urbana é real a anos e não poupo conversa sobre o tema, politica também.
Não economiso assunto se a ameaça em pauta for um colapso economico qualquer, pois já vi alguns.
Sustentabilidade também é assunto que sempre aflora. O sistema não quer que o cidadão seja autonomo ou Off-grid. Não cara, não pode não. Você tem que trabalhar e gastar seu ganho no sistema.
Imagine se cada um começar a ter tudo o que precisa como próprio trabalho ? Vc não vai pagar imposto sobre cada alface que colhe no quintal ou por cada franguinho caipira. Você não vai ser dependente de energia  ou agua do estado... Como assim? Como vão controlar você se você sair fora do sistema, já pensou nisso?

O ESTADO, A MAQUINA, a grande hydra capitalista não deseja que homens comuns tenham opção de simplesmente sumir do mapa, porisso a sustentabilidade enfrenta tão pouco incentivo. Cada vez mais o sistema vai criar mecanismos para prender a força de trabalho bem junto de sí com as grandes ações coletivas.



Cientes que o CENSO não nos deixará em paz, já que rastreia até brasileiros na beirada do mapa e 1,567 Km de qualquer humano vivo, o sobrevivencialismo é quase uma bandeira de rebeldia do sistema, util, poderoso, mas ainda assim marginal.

Voltando a ameaças, além do estado e da coletividade burra, eu vejo nas menssagens vários homens e mulheres cada vez mais afim de largar esta merda toda, em certo ponto, eu, eles e os matadores de ZUMBIAS LÉSBICAS percebemos que estamos até os ombros no sistema, sem dinheiro não há nada de fato que nos sustente além do pensar e de projetar idéias pro futuro.
Neste ponto caimos na realidade e começamos a fazer preparações lógicas e baseadas em fatos reais.

O Sr. C.F.A.A. me escreveu esta semana, estava apavorado, conheceu o assuno atravéz de outros canais ( gringos) e percebeu que estava ferradão, pois nem uma lanterna tinha em casa, a pergunta foi curta e grossa: Quanto eu gasto para ter uma boa preparação?

Não gastará nada Carlão, vc nem sabe porque está afim de se preparar e muito menos do que tem medo, o senhor não faz idéia do que pode ser uma ameaça real pra vc e sua familia. Este batata comprou barraca, facão, saco de dormir porque mora numa área cheia de VERDE, sitios chacaras e fazendas e por causa do escotismo, faz sentido um cara que mora no centro de SP se preocupar em comprar uma tralha de mato se nunca acampou na vida?

Qual é a real ameaça? Não sei! Vai haver uma evacuação? Não sei! Compensa ter 1 ano de comida estocada? Claro que sim! Na pior das hipóteses vc economiza um ano de mercado se o bicho pegar.
Se tudo vier a ruir, coisa que não acredito, vou para meu novo endereço e fico lá intrincheirado, só pretendo sair pra pegar lenha e combustível. Se não, será um belo lugar, seguro, discreto e o mais sustentável que o sistema me permitr, até porque haja grana para manter 2 casas hoje em dia!



 A única preocupação futuro-imediata que tive foi ter minha própria (s) fonte de agua, livre do sistema, o resto é trabalho e paciencia.

Eu me preparo para dificuldades economicas, violencia urbana e intelectual e para rupturas no sistema, ou caos climático, nenhuma dessas acredito ser eterna ou um fim definitivo da humanidade, não acredito nisso, qualquer grande tragédia coletiva será largamente alardeada, como uma guerra ou coisas assim.

Sem cerimônias compartilho o ótimo video do Dr. Julio cheda sobre avaliações de risco, de certo um ponta pé inicial para quem ainda não achou material de qualidade em português, rebelde, vou postar sem pedir pra ele, ele que me processe, o video é bom e deve ser compartilhado hahahaha!


Ps.: Julio, se quisereu tiro daqui!

Hahhh, e tem cara que me escreve com um desejo verdadeiro que esta porcaria toda vá pelos ares, enquanto isso ele gasta o que não tem em computadores de ultima geração, troca a tv tela plana a cada 6 meses e cada dia tem um celular novo na guaiaca, to ficando bobo ou este cara não sabe bem o que se passa na própria cabeça oca? Como pode um ser desejar que a humanidade regrida para 1800 dc e cada diamais se tornar dependente da tecnologia moderna?





quinta-feira, 5 de julho de 2012

A vida ensina... Na Marra!

Hoje eu aprendi umas lições que muita gente já nasce sabendo.

1- Ande por suas próprias pernas.
2- Não dê ouvidos a quem vc não conhece.
3- "Você não sabe com quem está falando" muita vezes de fato é um fato.
4- Não cometa o mesmo erro duas vezes.

Porque estou escrevendo isso? Porque a porra do blog é meu e posto o que eu quero nele.
A tempos atrás, motivado pela novidade desta merda toda acabei por dar atenção pra quem eu não devia e pardal que anda com murcego acorda de pernas pro ar. Hahh como é facil influenciar um trouxa e tirar o corpo fora e como é uma merda ser o trouxa.

_Ce num acha?
_ Olha isso!
_Olha aquilo!
_ Tá vendo, eu num te disse?

Fato é que todo dia acorda um esperto e vai dormir um trouxa que cai na dele. Não me isento porque o blá blá blá do mais esperto só encaixa se houver um buraco ou pré disposição para ser bucha de canhão.

Hah a culpa é minha de fato, tenho 40 anos e não sou burro, mas inteligencia está longe de ser sabedoria.
Errei, pisei na bola feio, enfureci pessoas que admiro e tomei um belo copo duplo de humilhação e lição de moral merecidos, e não podia ser diferente, pois há o certo o errado e o imbecil, no caso eu.

O mais foda pra caralho é não poder fazer nada para consertar a merda.

Você leitor não deve estar entendendo nada, mas vou elucida-lo.

Recebi alguns grandes incentivos quando comecei a escrever e postar videos, obvio isso me envaideceu pois as pessoas vinham até aqui, escreviam coisas... comecei a falar com muita gente, gente demais, mais do que eu posso lembrar. Alguns homens tem talento para massagear as partes certas da vaidade de outros não é, vc concorda uma vez, concorda duas na terceira já etá escrevendo asneiras esdrunchulas para quem não merece.

Hoje eu ouvi mais do que devia e menos do que merecia de gente que tem carater imaculado. Já meus amigos secretos, sim, porque de fato não conheço filho da puta nenhum deles, esses não perdem por esperar.

Quando o cara insinuou que talvez eu pudesse retaliar de alguma forma, na primeira leitura eu sorri, chega a ser comico imaginar um cara ferrado como estou planejando alguma retaliação, mas depois, pensando bem mesmo percebi que este conceito que ele formou sobre minha pessoa foi o maior tapa na cara que eu podia levar. Cheguei ao ponto de motivar isso em alguém decente, mesmo que em suposição? Caralho eu to na cagado mesmo.

Hoje fiz o que devia ter feito a muito tempo atrás, pedi desculpas pra quem eu fiz merda, tarde demais eu sei, e a partir de agora entro numa demanda nova, não vou ficar fodido para sempre.

E a você meu grande amigo, eximio papagaio de pirata é hora de sumir de vez, uma hora te acho, Monte Alto já tá pequena pra nós.

Um Abraço.





quarta-feira, 4 de julho de 2012

Armas de presão - DE NOVO!

Certo já lemos sobre o tema aqui, mas nunca é demais falar sobre isso.

Sou muito fã dos "chumbinhos velhos de guerra", sempre que posso aprimoro ete aspecto aqui na base. A munição continua barata, facil de encontrar e armazenar. A legislação ainda é bem doce para airguns e flechas em geral, bom pra nós que gostamos de furar coisas em casa.

Amplo potencial para abate de pragas e caça de pequeno porte, mas vez ou outra achamos uma danadinha boa demais da conta, mesmo que não seja um canhão de artilharia a daisy é de uma precisão absurda, mais precisa que o atirador de fato.


Quem puder opinar a respeito eu agradeço, quero dar um rumo pra essa moça.

Valeu galera.


segunda-feira, 2 de julho de 2012

D Anna, 73 anos, sobrevivencialista! \o/

Nunca mais eu falo pra negativarem meus videos.
Quase morri de rir, foi muito bacana ver a galera sentando o dedo no butão lá... incrivel como o povo gosta de fazer coisas erradas mesmo a pedido. é foi inusitado.

Mas vamos pensar um pouco, o mundinho tá na merda mesmo né.



Os três patetas tem todo o motivo do mundo para ficarem melindrados.Realmente não ligo para molecagens deste tipo. Eu estava plenamente capacitado mentalmente a me expor na net quando comecei, e olha que sou um velho cão aprendendo novos truques.

A idade ensina muito e é porisso que nosso canal e blog cresce a cada dia com pessoas de idade mais alta ou jovens esclarecidos... bom, 2 ou 3 cabeças de vento ainda juram que um apocalipse zumbi esta em eminencia haha, tem mais uns 4 ou 5 que juram que não passaremos de 2012, e conheço 2 que esperam a invasão alienigena ( juro, isso é serio), pelo menos 2 centenas se preparam para cries financeiras, uns 150 acham que pode haver guerra e bem uns 550 contando os da ala "zumbi extraterrestre religioso de 2012" tem a solida preocupação com questões de violencia urbana e o declinio social.

Esta degradação social, drogas, viciados, ladrões de gravata ou sem, os malucos e insanos é o que mais pessoas traz para o sobrevivencialismo.

Vamos convir, é um puta assunto bacana né.
Vocês acham que eu me divirto pouco? SIM, eu me divirto muito. Sei que a porra é seria, mas poxa vida, me delicio nos tempos de paz comprando novas tralhas, facas, armas, plantando, acampando, testando. O sobrevivencialismo tem uma porta para cada homem ou mulher deste mundo.
A base, o alicerce de ser um sobrevivencialista não tem idade e não faz distinção de sexo ou classe social.

Você pode ser sobrevivencialista em um apartamento no centro de SP ou numa fazenda no tocantins. Pode ser um bushcrafter mateiro ou um médico urbano. Tanto faz!
Sobrevivencialimo é a preparação para sobrevivencia sem a limitação esclusiva de se estar perdido na selva.

É muito facil hoje falarmos de economia doméstica, investimentos, documentos e amanhã estarmos falando de abrigos de toras e escotismo, tem pra todo mundo.

Dona Anna, 73 anos..... 73!!! Me escreveu esta semana para perguntar das sementes de germinacao e me ofereceu uma receita com brotos de feijao e alguns remedios caseiros. PQP, como fiquei feliz D.Anna. Ela atravessou guerras, revolucao, e uma bela parte da historia moderna, chegou ao canal pesquisando com o neto recursos sustentaveis para a familia.

Beijo "nona Anna", seu elogio pagou tudo que fiz até agora! Vou tentar fazer o que a senhora disse la no GS.

DOU 4 meses para chegarmos a MIL inscritos no YT e 6 meses para termos mil no Guia do sobrevivente a contar de hoje.

LOGO volto com novidades bacanas.

Translate

Publicidade