Manual Guia do Sobrevivente

Manual Guia do Sobrevivente
Sobrevivencialismo e Preparação

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Perdendo um sentido...

Uma caminhada um vento e pronto, deu merda.

No ultimo sábado por volta das 23 hs este Batata resolveu dar uma volta breve perto de casa, o motivo foram as capivaras, calma gente, falo do roedor mesmo, que são abundantes aqui bem perto. Eu as ví na rua e decidi fotografar ou filmar o bando, não eu num mato capivara... não mais e faz MUITO tempo.

Bom eu tenho miopia e astigmatismo, coisa pouca, mas ainda assim prefiro os óculos ou lente de contato. Eu estava de lente no sábado a noite.



Hahh eu vou resumir, estava a pé a uns 300m de casa quando um vento veio carregando toda a secura de quase um mês sem chuva, a nuvem de pó surgiu do nada e me pegou em cheio na estradinha rural, poeira nos olhos + lentes de contato = cegueira!

Não sou tão leso, eu sempre levo um mini kit de limpeza no estojinho da lente, uma ampolinha de soro e a telinha plástica...

Senti a areia nos olhos, nos dois e uma ardencia dos infernos, estava em um lugar meio tenso com agua muito próxima, a reação natural e se proteger, virando contra o vento, mas, isso me desorientou totalmente, eu conseguia abrir os olhos por alguns segundos, mas só enxergava borrões no olho direito e uma neblina branca leitosa no esquerdo... fiquei com medo de dar uns passos e desabar barranco abaixo.

O vento num melhorou não, eu sentia a areia fina batendo na nuca.

Sei lá quanto tempo demorei pra reagir, mas me agachei e peguei a ampolinha de soro fisiológico, joguei nos olhos sem dó... neste ponto eu enxergava como se estivesse em uma neblina muito grossa, como se um véu tapasse o mundo todo, bom, enfiei o dedo no olho, ranquei as lentes e a porcaria da ardência num parava, me orientei como deu, sentei na porra do barranco e por TATO consegui ligar pra casa e fui resgatado por minha esposa.

Neste ponto eu não conseguia abrir os olhos por mais que um segundo. Tenho plena consciência que não teria chegado em casa sozinho.

Use lentes a mais de 20 anos, já peguei ciscos e poeira, mas nada foi como isso.
Em casa, nas poucas aberturas de olho, vi o rosto marcado de fuligem preta, típica da queima da cana aqui na região, eu estava com uma lente na mão a esquerda, mas a direita que eu achava ter tirado ainda estava no olho... acho que passei mais de hora lavando e fazendo compressas geladas, limpa daqui, sopra dali e nada de enxergar sem aquela nuvem branca e a irritação... bora pro PS, e lá o oftalmologista depois de aplicar um tipo de colírio e novamente lavar tudo, mandou que eu me prepara-se pra uma conjuntivite causada por lente.

Hahhh domingão a noite eu to enxergando legal, dói olhar pra claridade da tela, mas ...
Agora fico pensando o tamanho da cagada que podia ter dado, eu podia escorrer barranco abaixo e afundar cego na agua... ainda, como somos dependentes de nossos sentidos, bastou milésimo de segundo para eu ficar totalmente perdido, desorientado e com o equilíbrio comprometido. Veio o medo e o terror, imaginei um carro descendo a toda a estrada de terra naquela nuvem de pó, ou um passo em falso.

300m de casa, sozinho... por esta eu não esperava! Agora que passou, acho que aprendi algo e estou estudando sobre primeiros socorros aos olhos, o colírio aditivado já faz parte de meu kit pessoal.

Vamos comentar sobre os cuidados com os olhos?


Translate