Manual Guia do Sobrevivente

Manual Guia do Sobrevivente
Sobrevivencialismo e Preparação

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Fazendo uma VAKINHA- Permacultura urbana.

Recebi o link do vakinha.com de um amigo e resolvi fazer uma tentativa.

Em poucos minutos de publicação no Facebook, sem nem ter a chance de explicar o conteúdo do projeto que fiz a proposta, 2 criticas por inbox.

Hahh, eu tinha certeza que isso ia acontecer.



Logo que iniciei a obra do bunker, veio o desfecho de um grave problema de saúde que tive, internação, cirurgia, recuperação.
Os pedreiros, sem dó ou piedade, cobriram minha horta de telhas, entulho, madeiras e betoneiras, enfim, destruíram tudo no processo.
Salvaram-se uns poucos vasos.


E foi exatamente durante a obra, que de comum acordo com a verdadeira dona da casa, que o projeto começou a tomar forma, decidimos aproveitar o caos no quintal e começar a dar forma a um projeto de sustentabilidade.
Uma idéia


Aproveitamos recursos da obra para fazer canteiros fixos de alvenaria, que além de servir como arrimo á casa, também faz papel de divisor da estrutura e alguns aterros. Também construimos uma fossa séptica que servirá de backup ao bunker e fizemos uma grande obra de drenagem de aguas.
No fim, todas as aguas do telhado podem ser canalizadas para filtros e caixas estanque.
O resultado desta bagunça toda foi a possibilidade de criar uma estrutura muito maior, minha horta de 3 x 4 m poderá ser amplificada, poderemos construir uma estufa simples e mover/plantar novas árvores.
Contamos agora com duas áres distintas, uma de 13 x 9 m e outra de 5 x 9 m. A estrutura que construimos tem 3 andares e 5 espaços bem definidos, sendo 2 cômodos térreos (oficina e despensa), uma área superior de 3x4 m já fortificada e o bunker superior de 3,5 x 5,5 m, na mesma medida, no topo uma laje reforçada e murada se sobrepõe.



Nesta área vamos formar um grande laboratório de cultivo urbano voltado para a sustentabilidade familiar. O toque sobrevivencialista, é o perímetro seguro, formado em terreno aterrado a 3 m em relação aos vizinhos e muros de concreto de 4,5 m, um sistema que garante total controle e observações do projeto e sua segurança a agentes externos.

O projerto será feito e documentado aqui no blog e no canal Guiasobrevivente do YouTube. Será feito, com ajuda do publico ou não.


O vakinha.com vai acelerar muito a concretização, veja, não pensamos em vasos caríssimos ou grandes e impossíveis compras.
Uma coisa é eu entrar em uma loja e comprar uma muda de 10 cm  outra é comprar a mesma arvore com metro e meio. Nas condições atuais, só posso investir na de 10 cm.
Em áreas urbanas não dá pra acumular terra e entulho na calçada, preciso de uma caçamba, preciso de 2 meses para juntar grana e ao mesmo tempo que alugo a caçamba, , contrato um bom jardineiro para nivelar o solo e remover/replantar arvores, nos locais corretos.
Tábuas, telas, lonas plásticas, sombrite, parafusos, arame... coisas pequenas que se somadas consomem muito mais que um mês de meus ganhos pessoais atualmente.



Embora eu já cultive a algum tempo, existem especialistas incriveis em permacultura e de muito boa vontade ao dar consultoria para quem começa. Eles não cobram para ajudar, mas trazê-los aqui tem um custo e a certa altura, seria muito legal ouvir seu diagnóstico, coisa que também tem grana envolvida, pelo menos pra custear a passagem de ida e volta do especialista.
Ainda vamos reciclar e reutilizar, vamos continuar plantando de forma organica e tornando este conhecimento publico e acessível a todos.

ISSO É UMA VERGONHA!!!!

Talvez alguns até pensem assim. Mas eu prefiro pensar que as pessoas que acompanham o meu trabalho tem uma opção para ajudar a acelerar o conteúdo do guia. Não estou pedindo ajuda para aumentar uma coleção de facas, ou comprar um carro novo, quero criar um laboratório de cultivo urbano eficiente e variado, com muitas opções, de pequenos canteiros a sistemas verticais, para atender todos os publicos do canal.
Não tenho vergonha em aceitar recursos da boa e velha vakinha entre amigos para trabalhar em prol do sobrevivencialismo.



EFEITOS COLATERAIS

Hoje, o cenário brasileiro de sobrevivencia é basicamente amador. O mercado para este publico começa a se aquecer, com a chegada de grandes marcas, mas estamos muito longe dos padrões internacionais. Talvez, esta idéia seja uma ótima alavancagem para outros editores que como eu, tem projetos incriveis totalmente dependentes de seus recursos pessoais. Com recursos de financiamento publico, podemos ter filmagens melhores, recursos e até , talvez, uma viagem custeada para mostrar a sobrevivencia em diversos cenários. O minimo para a doação é de 5 reais, por criterio do site que hospeda, se cada pessoa que acredita neste conteúdo contribuir, todo o conjunto cresce e faremos de fato um cenário nacional sólido e talvez com mais possibilidades e recursos para todos.
Alguém tinha de dar o primeiro passo, e se eu for condenado por ser pioneiro novamente em nosso meio, que seja, posso ser o primeiro a ser pregado na cruz ou ser o percussor de algo muito bom para o cenário de bushcraft e sobrevivencia no brasil.

Eis o link para contribuir:

http://www.vakinha.com.br/VaquinhaP.aspx?e=199304

Ninguém é obrigado a nada, faz quem quer e como quiser, o guia não vai ser feito só pra quem ajuda, nem haverá uma área vip, mas você tem a chance de participar, de se engajar nesta iniciativa e ver sua contribuição florescer em conhecimento coletivo.


Abraços.


Translate