segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Cutelaria- Esta vai ser polêmica.

Bom como eu disse, para gostar de facas e canivetes basta ter um bilau entre as pernas.
O assunto é mais unânime que o Corinthians..... hehe.

Óbvio que vou dar a minha opinião, e não sou cuteleiro, vendedor ou colecionador.

O cara, se consegue fugir das mentiras e jogadas de marketing que a internet oferece, ou se consegue enxergar o uso real de uma faca no Brasil, vai fazer suas escolhas de acordo com sua vivência anterior.




Bora lá, a moda é faca de bushcraft, faquinhas robustas, geralmente de cabo de madeira ou outro material durável. feitas para aguentar o tranco da lide no mato.
Bom... pra mim é a versão pobre da hunter, faca menor usada por caçadores na Europa e EUA, foi popularizada pelo Ray Mears, depois por Bears, Less e etc... A hunter é a faca MENOR dos caçadores, nunca em hipótese nenhuma a lamina onde eles depositam a vida como fazem os artistas em seus vídeos.
Sim, tenho um faca de trabalho pequena, ela faz o que nasceu pra ser feita, cortes, escamar peixe, cordas, limpar caça, em hipótese nenhuma vou com essa faquinha menor que um dente de onça pro mato como meu único item de corte.
Veja o primo rico das facas de bushcraft:


Veja esta outra e imagine o cara descendo a porrada com um pau para que ela rache outro pau...





Consegue imaginar as pauladas no aço damasco e no cabo entalhado? Para mim, este seria um bom motivo pra alvejar o cara...

Estas seriam talvez as escolhas de caçadores e bushcrafters, já alguém com treinamento militar não pensaria muito e escolheria um modelo militarizado, com toques de baioneta para ser sua faca, para estes além do uso comum, SEMPRE presumem a possibilidade de combate:









Sacou o design da coisa? o tamanho para gerar mais letalidade e alcance, ponta em forma de punhal com fio duplo, a guarda protege a mão caso a faca encontre algo duro durante a estocada...

Bora lá, até bem pouco tempo no planeta todo faca de mato era campeira e Bowie, das grandes e largas, dos rincões do Sul ao árido Nordeste, nas comitivas do sudeste ao centro oeste, foram as facas que escreverm nossa história, pois caras duros e nos nosos matos, de comer a vazar um boi, nas lides do dia a dia no campo e na mata foram elas que seguraram a bronca.













Facas de lamina maior, geralmente grandes e largas, com guarda para mão, os modelos antigos tinham pomo firme para martelar e bater, pesadas e robustas pro trabalho e pra briga, algumas chegam a 14 polegadas.
Eu não sou modista, sou sobrevivencialista, não desmereço as faquinhas nem seus usos extremos, mas sei aprender com a velha guarda, se for pra ir pro mato leve uma faca grande, ou facão, ou machete e confie NELES como nossos antigos confiram pois estes caras construiram o Brasil pelo mato, cortando árvore dura, os gringos...bom... pinos se racha com qualquer porcaria.
Talvez seja a escolha de um velho, mas eu acho uma visão óbvia, já que as tropas especiais que atuam em selva, as reais e não as fictícias da net, tem como lamina também um trem grande e poderoso:


 A kukri é usada por várias tropas especiais que atuam na mata, india, turkia, até na china foi adotada, também é usada pelo feioso do casal selvagem, para concorrer o mercado  noob com o parang do Bear...





Esta é a versão europeia da machete russa usada pela stepnaz, França, Inglaterra, italia e té a suíça usam este modelo.





Por fim o facão dos guerreiros de selva brasileiros (replica), alguma similaridade com a Bowie? tem né...




Um chefe escoteiro a muito tempo atrás dizia sobre o tamanho das facas de mato:
"Se este facona quebrar no meio lá na mata, com alguma engenhosidade você faz duas pequenas, já se a pequenina quebrar, você terá um cabo e uma pontinha de flecha"
No vídeo mostrarei algumas das minhas facas de trabalho, logo depois farei outro com cutelaria mais pesada mostrando facões, grandes Bowie pás e machadinhas, bom divertimento e boas escolhas.



Se é ótima no mato é perfeita pra cidade, lembre-se sempre disso.
Entrincheirado na sua base, você não terá grandes preocupações com peso e mobilidade, e o ideal para cidades é o canivete ou neck knifes e não facas de qualquer tipo por conta da dissimulação.


Translate

Publicidade